A partir da análise química e física do solo (0-20-40 cm) e seleção da cultura, o sistema testa exaustivamente milhares de formulações de corretivos, nitrogênio, fósforo, potássio, elementos secundários e micronutrientes. Apresentando a combinação que obteve o melhor rendimento na lavoura, reduzindo os erros e desperdícios na escolha dos fertilizantes. Um sistema semelhante, testa semeaduras em cenários futuros, e sugere datas de semeadura com os menores riscos de acordo com a duração do ciclo, visando proteger as fases mais críticas da cultura. Posteriormente, na agenda de manejo da plataforma, o produtor registra a data de semeadura, e o sistema inicia as simulações de crescimento e desenvolvimento da lavoura. As simulações são atualizadas a cada 3 dias, e esses modelos agrometeorológicos, permitem prever os estresses, momentos ótimos de manejos, e alerta para aplicação de pesticidas, micronutrientes e irrigações, buscando minimizar os estresses durante todo o ciclo da lavoura.